22 novembro 2012

Museu Internacional do Rali...

Esta notícia (http://autosport.sapo.pt/museu-internacional-do-rali-em-arganil=f108795), apesar de ter passado despercebida a grande parte dos fafenses e da comunicação social local, é demasiado importante. Sabendo nós, por direito próprio, que a catedral do Rali em Portugal é Fafe, mais precisamente o grande troço da Lameirinha, espero que só por desconhecimento é que esta notícia não foi muito divulgada e comentada na nossa terra.
Acho muito bem que Arganil aproveite o facto de ser outro dos sítios míticos do antigo rali de Portugal e que, com isso, pretenda reavivar essas memórias através da instalação de um museu do rali. E, ao que parece, um museu dinâmico, com carros antigos, simuladores, novas tecnologias, etc. Isso é louvável.
Mas saber que Fafe poderia ter sido pioneiro e já ter feito isto há muito tempo, ainda para mais quando temos um museu do automóvel deve deixar-nos um pouco insatisfeitos por esta boa iniciativa não ser em Fafe.
Que adianta ter um museu do automóvel quando o mesmo tem poucos visitantes, mal localizado, pouco dinâmico e sem dar grande destaque às nossas classificativas e à nossa história no rali de Portugal?! Sou da opinião que, ou se tem um bom museu, ou então mais vale não ter. Arganil está a dar um passo importante para a sua identidade cultural/desportiva através do rali com a criação deste museu. Mas todos sabemos que este museu internacional deveria estar sediado em Fafe...

Pedro Fernandes

2 comentários:

Unknown disse...

Penso que é de saudar a iniciativa de Arganil, local mítico do rally de Portugal (tal como Fafe).
De facto o Museu Regional do Automóvel é algo que tem, ainda, de provar a sua utilidade que, reconheço, é discutível.

Anónimo disse...

Muitos dos que aqui escrevem em vez de escreverem à posteriori deviam dar as ideias antes. Mas não, e depois julgam-se os maiores...

Depois do casamento feito não faltam padrinhos nem críticos.