20 abril 2010

O PSD


Escrevo como alguém que é exterior aos acontecimentos partidários. Como tal, não me coíbo de fazer uma apreciação distante dos acontecimentos políticos que se desenrolam em Fafe. O PSD leva a efeito no dia 23 de Abril do corrente as eleições para a presidência da concelhia. Perfila-se Eugénio Marinho como único candidato e, segundo relato do próprio PSD, é uma candidatura que converge as várias sensibilidades do partido.
Há várias sensibilidades?
Não sabia da existência de várias sensibilidades. Se as há, dever-se-iam promover debates que clarificassem posições. Que sensibilidades se está a designar? O que pensam elas? Quais as suas reais diferenças? É bem visível, de há uns anos a esta parte, que o PSD, em virtude da hegemonia PS, envereda por uma estratégia de grupo à volta de personalidades eternas do partido. Eugénio Marinho, verdade seja dita, sempre mostrou uma entrega ao partido. Desde que me lembro de ser gente, sempre se apresentou como a reserva, o que demonstra a sua disponibilidade. Contudo, pergunto-me a mim mesmo, não sendo propriamente dito um fã incondicional do PSD, se a estratégia é a mais adequada. O investimento na ideia de Fénix, eternamente renascido das cinzas, promove mais a ideia de mito do que a ideia de algo concreto e exequível.
Com todas as qualidades de Marinho possui, e devem ser muitas, será que o PSD não se apercebe do modo de pensar de quem realmente vota? A única forma do PSD ganhar eleições é «roubar» votos aos independentes e ao PS. Será que a candidatura de Marinho, já derrotado em anteriores escrutínios, revelará uma mudança? Poderão objectar que uma coisa é a candidatura à Concelhia outra à Presidência da Câmara. Contudo, será Eugénio Marinho pessoa para atribuir a candidatura à presidência do Concelho a outra pessoa?

António Daniel

11 comentários:

Independente disse...

O Psd anda constantemente em guerras internas. Duvido que Eugénio Marinho seja o melhor quadro do partido para liderar Fafe mas também não sei se haverão outros disponíveis.
Marques Mendes, o filho, seria uma boa aposta mas ele não deve estar interessado em mudar a sua vida para Fafe.

Anónimo disse...

Onde esta a malta do psd para defender a honra do convento?

Anónimo disse...

A "malta do PSD" não precisa de defender a honra do convento. Falo na qualidade de um simpatizante do PSD.
Em DEMOCRACIA, valores que se foram perdendo em 36 anos, todos temos o direito à opinião. Em DEMOCRACIA, os cidadãos têm o direito de escolher as pessoas que querem que os represente, por isso é normal que o nome do Dr. Eugénio Marinho para o PSD não seja consensual.
Na minha modesta opinião como simpatizante do Partido, o Dr. Eugénio Marinho provou enquanto andou pelo PSD que é uma pessoa capaz de o liderar e de apresentar um projecto novo para Fafe. Mas em democracia é o povo que manda e o povo no passado não o escolheu para liderar os destinos do nosso concelho...infelizmente.
Se em 2001 o tivessem escolhido, hoje tenho a certeza que o nosso concelho estaria muito melhor. Nos últimos anos, nem tudo foi mal feito, mas poderia ter sido feito muito melhor. Hoje estaríamos no topo dos concelhos mais desenvolvidos do distrito, hoje em Fafe não haveria tanta pobreza, Fafe era quase totalmente coberto por saneamento básico, o parque da cidade não seria a vergonha que é, teríamos mais cultura em Fafe, os cidadãos teriam mais oportunidade de participarem nas decisões da Câmara Municipal, os jovens teriam esperança num futuro em Fafe, as pessoas não seriam perseguidas e excluídas por não serem do PS, as freguesias teriam sido ouvidas e conseguiriam diminuir a discrepância em relação ao desenvolvimento da sede do concelho. O desporto teria sido mais apoiado, especialmente aqueles desportos que não sejam o futebol.
Hoje eu poderia dizer que vivia num concelho que vale a pena e esse sim seria um "amor", como tanto este executivo o apelida.
Não digo isto, apenas porque sou simpatizante do Partido,mas porque conheço o Dr. Eugénio Marinho suficientemente bem para dizer que é uma pessoa que quando se compromete não falha, uma pessoa honesta, dinâmica, jovem, reformista e acima de tudo um humanista. Uma pessoa que conhece muito bem os problemas de Fafe e que sabe muito bem o que quer e para onde vai.
Aqui está a defesa, não direi da honra, mas de uma pessoa em quem acredito. pois sou um cidadão livre e independente que não defende nada só por defender,mas naquilo em que acredito!
Força Eugénio! Conta Comigo!

De Sousa disse...

Onde se lê "anónimo" (o da 1:55) deve ler-se "militante do PSD candidato a alto cargo nas últimas autárquicas".

António Daniel disse...

Caro anónimo da 1.55, desde já agradeço o seu comentário. É importante que em fafe no comecemos a habituar ao debate de ideias, ao esclarecimento de políticas e à definição corajosa de apoios. O seu comentário é bastante ilucidativo, por um lado diz que é independente, por outro lado introduz uma condicional que revela o contrário. Dizer que com Marinho Fafe estaria melhor é falar no vazio. O que garantia esse desenlace? não vamos prognosticar meras quimeras quando o se exige é uma reflexão. O principal objectivo, para o partido como o PSD é retirar o poder ao PS. Conseguiu até agora tal desiderato? Não! O que correu mal? quais as condições para inverter a situação? Existem problemas no nosso Concelho, como aliás chamou a atenção de alguns? Claro que existem e não são poucos. Portanto, dizer que o PS é responsável por muitas coisas desagradáveis é legítimo, dizer que, com Marinho, seria o paraíso, não é racionalmente correcto.

Anónimo disse...

Caro de Sousa, não teria qualquer problema em dizer que sou militante do PSD e não fui candidato a nenhum alto cargo na anteriores autárquicas, aliás, tanto não fui candidato, como não votei PSD nas últimas autárquicas.
Respondendo agora a António Daniel, sou de facto uma pessoa independente, mas com uma inclinação de valores na social-democracia. Quando falo no que seria Fafe se o Dr. Eugénio Marinho fosse eleito presidente em 2001, não quero dizer que seria um paraíso. Mas lembro-me daquilo que prometeu em 2001 e conheço-o. Sei que é capaz de fazer melhor sem dúvida. E eu sou daqueles que considero que o carácter das pessoas define como essa mesma pessoa é a trabalhar. Claro que não acho que Fafe fosse um paraíso, nem digo que Fafe é um "inferno", mas que este executivo poderia ter feito muito melhor, poderia e que o Dr. Eugénio Marinho era e é perfeitamente capaz, sim. E portanto considero, que como no passado o Dr. Eugénio Marinho é o único dos candidatos do PSD, capaz de apresentar um projecto novo e credível para Fafe. Agora quando pergunta o que correu mal ao PSD e porque nunca conseguiu ganhar a Câmara, eu penso que começa logo pela incapacidade do PSD Fafe em preparar um verdadeiro processo autárquico, trabalhá-lo desde o 1º momento, fazer política na rua com as pessoas, definir as suas principais prioridades...
E depois o PSD nestas sucessivas eleições apesar de não ter sido muito feliz nos candidatos, não os prepara com a ambição de vitória, mas para conseguir sempre um melhor resultados que a 4 anos.
Portanto tudo isto que referi se for invertido é verdadeiramente possível o PSD ganhar a Câmara. Por aquilo que senti e que o Dr. Eugénio Marinho me transmitiu é que existe essa vontade de inverter a tendência de derrota do PSD em Fafe, que existe vontade de envolver os fafenses num processo de mudança.

Anónimo disse...

Caro de Sousa, não teria qualquer problema em dizer que sou militante do PSD e não fui candidato a nenhum alto cargo na anteriores autárquicas, aliás, tanto não fui candidato, como não votei PSD nas últimas autárquicas.
Respondendo agora a António Daniel, sou de facto uma pessoa independente, mas com uma inclinação de valores na social-democracia. Quando falo no que seria Fafe se o Dr. Eugénio Marinho fosse eleito presidente em 2001, não quero dizer que seria um paraíso. Mas lembro-me daquilo que prometeu em 2001 e conheço-o. Sei que é capaz de fazer melhor sem dúvida. E eu sou daqueles que considero que o carácter das pessoas define como essa mesma pessoa é a trabalhar. Claro que não acho que Fafe fosse um paraíso, nem digo que Fafe é um "inferno", mas que este executivo poderia ter feito muito melhor, poderia e que o Dr. Eugénio Marinho era e é perfeitamente capaz, sim. E portanto considero, que como no passado o Dr. Eugénio Marinho é o único dos candidatos do PSD, capaz de apresentar um projecto novo e credível para Fafe. Agora quando pergunta o que correu mal ao PSD e porque nunca conseguiu ganhar a Câmara, eu penso que começa logo pela incapacidade do PSD Fafe em preparar um verdadeiro processo autárquico, trabalhá-lo desde o 1º momento, fazer política na rua com as pessoas, definir as suas principais prioridades...
E depois o PSD nestas sucessivas eleições apesar de não ter sido muito feliz nos candidatos, não os prepara com a ambição de vitória, mas para conseguir sempre um melhor resultados que a 4 anos.
Portanto tudo isto que referi se for invertido é verdadeiramente possível o PSD ganhar a Câmara. Por aquilo que senti e que o Dr. Eugénio Marinho me transmitiu é que existe essa vontade de inverter a tendência de derrota do PSD em Fafe, que existe vontade de envolver os fafenses num processo de mudança.

António Daniel disse...

Estou mais esclarecido e revela que, no essencial, concorda com os post. Mais uma vez, obrigado pela sua participação.

Anónimo disse...

Agora sim!começo a acreditar no PSD de Fafe!Força Dr. Eugénio Marinho

fernando disse...

Posso vos dizer que FAFE esta parado.
Neste momento estudo em Famalicao e verifico que todas as cidades envolventes a nossa se tem desenvolvido excepto Fafe.

Tirando a parte partidaria admiro bastante o trabalho desenvolvido pelo Presidente da Camara de Cabeceiras de Basto.

Noto que é Fafe ja nao ha motivaçao para fazer algo novo, é preciso uma volta, nao podem estar as pessoas no poder ou proximo do poder 30 anos.

É necessario uma participaçao da juventude.

Basta ver pelas obras nao conseguidas como por exemplo o parque da cidade que é o vergonha !!! o parque de campismo da Barragem deve ter uma ocupaçao de 5% .
Ja para nao falar no multiusos que de utilidade penso que terá muito pouca.

Com todos os amigos que converso a opiniao e unanime em termos de concertos em Fafe nao ha nada, temos os exemplos Guimaraes (quase todas as semanas centro cultural vila flor / multiusos / sao mamede ), ate mesmo Famalicaao tem concertos excelentes.

Revolta me bastante esta passividade.

fernando disse...

Para terminar !!!!
a ultima iniciativa que vi em Fafe que mostrou alguma vontade de dar a conhecer a nossa cidade Mundial de Enduro ...

Gostei ..

(faltou foi so uma pequena coisa que se fosse eu a tratar faria uma exposiçao de marcas e productos ligados a motas no multiusos e ainda teriam algum retorno, para uma proxima )