27 Setembro 2009

Eleições LEGISLATIVAS: O resultado em Fafe


O Partido Socialista voltou a ser a preferência dos eleitores fafenses. José Sócrates arrecadou quase a maioria absoluta no nosso concelho, tendo vencido em quase todas as freguesias (com excepção da freguesia de S. Miguel do Monte e Queimadela). Laurentino Dias (PS) foi o único deputado fafense eleito para a Assembleia da República.
Em baixo, os resultados totais do nosso concelho:

PS - 47,83% (14710 votos)
PSD - 28,34% (8718 votos)
CDS/PP - 7,55% (2322 votos)
BE - 7,03% (2161 votos)
PCP/PEV - 4,29% (1318 votos)
PCTP/MRPP - 0,87% (269 votos)
PPM - 0,37% (113 votos)
MPT/PH - 0,31% (96 votos)
PND - 0,29% (88 votos)
MEP - 0,22% (67 votos)
PNR - 0,18% (56 votos)
MMS - 0,17% (51 votos)
PPV - 0,16% (49 votos)
POUS - 0,10% (32 votos)
Abstenção: 38,73% (Não votaram 19441 eleitores)
Votos Nulos: 0,93% (287 votos)
Votos Brancos: 1,37% (420 votos)

9 comentários:

Alex disse...

Projectando o que se poderá passar nas Autárquicas, o que não é muito fácil porque aqui vai haver uma força política nova, que não entrou nas contas das legislativas, que é a lista Independentes por Fafe. Imagino que vá buscar votos PS e ao PSD, e como tem o apoio declarado do Bloco, que acumule também os votos do Bloco.

Recordo os votos das Autárquicas de 2005:
PS: 16661 (4 vereadores)
PSD: 7481(2 vereadores)
CDU: 5430 (1 vereador) – (com Parcídio Summavielle)
CDS-PP: 888 (0)
B.E.: 644 (0)

Imagino que nas Autárquicas o PS em Fafe não será tão castigado como foi agora por causa do descontentamento de alguns com a política de Sócrates, e que o PSD e o CDS não terão uma votação tão alta como nas legislativas, já que juntando os votos dos dois em 2005 só chegaram a 8300. Calculo que a abstenção baixará também ligeiramente. Por isso imagino que a votação final nas Autárquicas em Fafe rondará os seguintes números:

PS – 14500
PSD/CDS – 8600
Independentes – 6000
CDU – 1300

Sabendo que ao contrário de 2005 em que Fafe tinha 7 vereadores, agora terá 9 vereadores, aplicando o método de Hondt, calculo que a sua distribuição será a seguinte:

PS – 4 vereadores
PSD/CDS – 3 vereadores
Independentes – 2 vereadores

(Mesmo que os Independentes tenham só 5400 votos a CDU não consegue nenhum vereador se mantiver os seus 1300. Se os Independentes chegarem aos 7000 e se o PS tiver só 13500 não conseguem chegar aos 3 vereadores e o PS ficaria também com 3, tal como o PSD).

Em qualquer dos casos o PS perderá a maioria absoluta que tem na Câmara

Alex disse...

Corrigindo: se os Independentes chegarem aos 7000 e se o PS tiver só 13500 conseguem chegar aos 3 vereadores.

António Daniel disse...

Alex, excelente análise. Vamos ver...

Anónimo disse...

Nas autárquicas o PS, por norma, tira mais votos ao PSD e aos outros partidos. os independentes vão tirar votos ao PSD também e à CDU. grande parte dos votos do bloco vão para independentes mas também para PS.
vai ser dificil tirar a maioria em Fafe ao PS até porque há muita gente que muda o sentido de voto no concelho nas autarquicas e por norma, o ps fica sempre com mais. a ver vamos

Anónimo disse...

Concordo.Boa análise.Especula-se muito acerca de quem vai ficar em segundo, eu acho como nesta análise que é o PSD.

Alex disse...

Nesse quadro, os vereadores eleitos seriam:

PS:
José Ribeiro
Antero Barbosa Fernandes
Helena Lemos

PSD/CDS:
Humberto Castro
Pedro Gonçalves
Maria Fernanda Antunes de Castro

Independentes:
Parcídio Summavielle
Joaquim Magalhães

Anónimo disse...

não concordo muito com essa análise.
a nível de vereação penso que o PS ficará com 5 (ou 4 se não tiver maioria absoluta), o PSD com 2 (ou 3) e os independentes com 2

Alex disse...

Faltou-me o 4º vereador do PS... É Vítor Moreira.

Caro "anónimo" das 8:06, a sua análise não está muito longe da minha. A sua é 5-2-2 (ou 4-3-2). A minha é 4-3-2.

Anónimo disse...

Desculpa ALEX . mas calculas.te mal o metodo hondt!!!! por esses teus virtuais ( e irreais) resutaldos os vareadores seriam destribuidos ;
5-----PS
2-----PSD
2-----IPFAFE