12 maio 2009

Feiras francas sim mas...e um festival da juventude a sério?!

Maio é tradicionalmente um mês frenético na cidade de Fafe. As feiras francas que acontecem durante 4 dias proporcionam, desde o século XVIII, momentos de animação, festa e actividades não só aos fafenses mas a toda a população vizinha que nos visita. É, sem dúvida, uma boa forma de animar o já deprimente comércio tradicional fafense e de envolver a comunidade do nosso concelho num conjunto de actividades mais ligadas ao mundo rural. É de salutar a manutenção desta tradição no concelho e cremos que o nível organizativo que vem alcançado é uma boa forma de atracção turística para Fafe.
Este ano temos o Quim Barreiros, os bombos na cidade, as tunas, as bandas filarmónicas, o folclore, a música popular e tradicional, ou seja, nada de novo... Mas, embora não sendo nada de inovador, também sabemos que serão dias que as praças fafenses encherão a ouvir os artistas.
O mesmo acontece noutras festividades fafenses e o mesmo acontece em relação aos artistas que, certamente, serão de cariz mais popular e tradicional.
É precisamente neste ponto que está o problema. Na última década, poucas foram as bandas que fugiram a este cariz popular/tradicionalista nas nossas festas. Nunca houve um festival dedicado à juventude do nosso concelho com um cartaz atractivo, não fugindo muito a bandas de garagem concelhias. Apenas as associações, e neste caso importa salientar o papel dos Restauradores da Granja que têm brevemente mais uma edição dum evento na sua sede denominado "Rock na Sede" que envolve mais a juventude que gosta deste tipo de música. Mas, fora estas situações mais centralizadas no associativismo, quando é que os jovens de Fafe puderam ouvir bom rock, bom pop/rock, world music, jazz, alternativa, entre outras formas musicais no nosso concelho e de iniciativa pública? Os publicos conquistam-se fazendo coisas! Um festival de juventude precisa-se em Fafe porque somos um concelho jovem e os jovens têm o mesmo direito a uma semana da juventude a sério, como têm os idosos uma semana do idoso, ou os agricultores uma feira rural ou os católicos festividades na nossa senhora de Antime!!!! Estamos a falar de dinheiros públicos e os dinheiros públicos têm que ser bem repartidos. E, já agora, o que andam a fazer as juventudes partidárias?! JS, JSD, JCP, JBE, JP?! Porque não existe um conselho municipal da juventude? Porque as associações juvenis não se juntam e reinvindicam? Porque não se juntam os jovens do nosso concelho e não fazem uma petição destinada à Câmara Municipal de Fafe?
Fala-se muito em conversas de café mas pouco se faz! E a culpa não é só dos poderes públicos. A acção passa sobretudo pelos movimentos cívicos fafenses e pelo poder que temos todos nós, enquanto cidadãos, de fazermos alguma coisa!!!

15 comentários:

OTB_punK disse...

Apoiado!!! Deixemo-nos de "azeiterices" e vamos virar a nossa terra para o futuro!!!
Há que comçar a ter pensamentos inovadores e abrir ao mentes parar a nossa juventude, para não andarmos a passear por Fafe aos Sabados à noite e ouvirmos comentarios do tipo "isto aqui é um tedio, os sitios são sempre os mesmos, as diversões são sempre as mesmas... vamos para (Guimaraes, Braga, Porto.....).

António Daniel disse...

Concordo genericamente. Mas caro OTB_punk, o tédio só existe se as pessoas quiserem. Tem de haver mais iniciativa, embora também deva concordar com a ideia da responsabilidade do poder de organizar coisas com algum nível. Mas também lhe digo que o Quim Barreiros está presente nas queimas das fitas...

Anónimo disse...

é sempre estranho ouvir um punk dizer que o rock é o futuro...

Anónimo disse...

Boa noite. Concordo perfeitamente com o que disse, menos com um reparo que fez acerca das juventudes partidarias. A verdade e que a JSD FAFE fez uma proposta na Assembleia Municipal no sentido da criação de um Conselho Municipal de Juventude, muito antes de ser aprovado a sua obrigatoriedade aprovada na assembleia da republica. Sendo que esta proposta foi reprovada com os votos contra da maioria socialista, inclusivé o secretario de estado do desporto e juventude(??????) e presidente da assembleia municipal.
A verdade e que não e a 1ª vez que este assunto e discutido pela JSD.
Atenciosamente

P.S. já agora deixo o endereço do blog da JSD FAFE www.jotafafe.blogspot.com

OTB_PunK disse...

Publicidade partidaria!?!?!?
Não obrigado... (Deixem isso parte deste blog por favor)
So para acabar aqui a conversa com o dito cujo que pelo qual de denomina de "Anonimo", não sou um "Punk" mas sim um adepto DO ESTILO, DA CULTURA E DO PENSAMENTO PUNK.
Agora primeiro, peço desculpa ao Antonio Daniel mas é que as minhas palavras não foram escritas com intuição de ofender ou desgostar certos artistas, alias, aproveito o andamento e quando digo que temos que virar a nossa terra eu sei que não é só com estilos musicais como o rock mas também muitos mais e variados, pois eu pelo menos sei respeitar outros tipos de musica ao contrario de alguns não é "jota"?

Rui Ferreira disse...

Tens razão PUNK
Os "jotas" que vão fazer publicidade para outro lado...
daqui a uns tempos já os vemos com as bandeirinhas na rua ao lados dos ribeiros, dos marinhos, dos gonçalves, dos parcidios... e pela juventude de Fafe pouco fazem e pouco fizeram nestes anos todos.
estão sempre a criticar-se uns aos outros e não olham p o que realmente interessa.
Qt ao resto, manifesto o meu agrado por ver a imparcialidade deste blog e, no geral, concordo plenamente com o que foi dito.

Anónimo disse...

Uma coisa que se nota em fafe é que não ha bares que toquem bandas ao vivo

Anónimo disse...

Penso que fui mal interpretado quanto ao meu comentario. De facto também sou um jovem fafense preocupado com o futuro de fafe como todos voces.É com desagrado que vejo que a nossa terra em temos de cultura e actividades para os jovens seja tão pobre, entre outras coisas que não vale a pena inumerar, porque toda a gente vê.
De facto não foi minha intenção fazer publicidade partidária, mas sim informar que o conselho municipal de juventude foi mais que uma vez discutido na Assembleia Municipal pela JSD.Este será obrigatório, depois deter sido aprovado em Assembleia da Republica há cerca de 2 meses.Coloquei apenas o link do blog da JSD para que pudessem confirmar tudo aquilo que foi dito, não para fazer publicidade.
Quanto ao que foi dito pelo Rui Ferreira, acredito que tenha uma má opinião acerca do que os políticos tenham feito neste últimos anos pelos jovens...também tenho uma opinião dessas em relação a alguns.No entanto não generalizo a todos. e acho que como jovem que sou, que devo dar o meu contributo para que essa opinião mude. Não sirvo apenas para agitar as bandeiras nas campanhas eleitorais, mas para lutar todos os dias que os políticos tenham mais respeito por nós, que acreditem que somos a geração com futuro e que temos muitas potencialidades.
Concordo perfeitamente do que foi aqui dito. Fafe precisa de actividades e espaços que chamem os jovens para cá e não os afugentem como tem acontecido nos últimos anos. é lamentavel que num ano não exista uma actividade que nos seja dedicada.
A verdade é que deve também ser respeitada todos os gostos, mas também é verdade que em tudo que se faz em fafe apenas satisfaz um gosto....E NÓS???????

António Daniel disse...

Gostei do último parágrafo do comentário do anónimo - se me permite tratá-lo assim. Obviamente que quando falamos de gosto temos tendência de sugerir uma inevitabilidade: «os gostos são relativos». É daquelas frases que se tornaram clichés e muito próprias de um pós-modernismo que, não sabendo em que águas navega, permite tudo. Proponho que em programas como estes ou como os da «queimas» se substitua por esta frase: «os gostos são relativos: uns têm mau gosto outros bom gosto». Já agora, que é um jovem laranja, enderece cumprimentos ao Pedro Gonçalves (vulgo tique ou tic?), já não o vejo há anos e diga-lhe que, caso se candidate de novo, eu voto nele.

Pedro Matos disse...

O que foi dito aqui tem muita razão de ser. Fez-se pouco pela juventude de Fafe nos ultimos anos. Mas também nem tudo é tão mau como aqui dizem. Temos algumas coisas boas. O fim de semana de trance na barragem e a queima das fitas por exemplo. Mas precisamos de mais claro. Também sou a favor disso.
Agora com o cine teatro, ja se ve a luz ao fundo do tunel. no proximo fim de semana quero ver realmente se a juventude de Fafe vai ver os neonirico, ou se a juventude de Fafe vai ver o rodrigo leão mais tarde...porque o problema é que por vezes há actividades mas os espaços permanecem vazios. e a isso a juventude também tem a sua responsabilidade.
à pouco tempo tivemos uma banda de hip hop no multiusos gratuitamente e nem 200 pessoas la estiveram.
também é importante referir isso.

António Daniel disse...

Muito bem , Pedro Matos. É curioso que sempre fomos assim. Fafe é um microcosmos onde se reflecte a ideia de Portugal. Critica-se, mas não se participa. Desde que me reconheço como gente que os fafenses assim se comportam. Podem haver múltiplas explicações, como a falta de auto-estima, mas o que realmente se passa é que em Fafe, plagiando numa ideia de Eduardo Lourenço, os fafense não convivem entre si, espiam-se, controlam-se; não dialogam, disputam-se. A convivência não tem enriquecimento mútuo, antes pelo contrário, determina a anulação. Curioso que as gerações passam, mas continuamos na mesma.

OTB_PunK disse...

Vamos lá juve de fafe!!
União, amizade, divertimento e conhecimento!!!!

OTB_PunK disse...

Este está a ser o artigo com mais comentários neste blog!!!
Isso está a crecer!!
PARABÉNS BLOGGER!!!!!!!!

A.Meirelles disse...

Quim barreiros, prá juventude não é um chamarís.
É um "pimba" muito usado.

Zeca preto disse...

Hotel penha club vai abrir em Paçô Vieira... apareçam já que não gostam de fafe!
Anónimo é estranho ver um socialista(P.S.) a divulgar um site dos "laranjinhas"!
Kiss, Kiss