20 setembro 2007

Professor natural de Fafe é Educador Internacional do Ano 2007 !!


Nascido "entre a urze e a giesta no chão antigo" na localidade de Vale de Escuro, em Fornelos, Fafe, onde punha a navegar os seus barcos feitos de casca de pinheiro fez da Psicologia a sua formação universitária e do sorriso o alvo da sua investigação.
O rosto humano é o seu laboratório e o seu quotidiano feito dessa observação, dia após dia, ano após ano. Armindo Freitas Magalhães fundador e director do Laboratório de Expressão Facial da Emoção (LEFE), da Faculdade de Ciências da Saúde da Universidade Fernando Pessoa, no Porto, foi nomeado recentemente, Educador Internacional do Ano 2007, pelo Centro Biográfico Internacional de Cambridge.
Segundo este organismo, o professor Freitas Magalhães foi escolhido pelo "pioneirismo dos seus trabalhos científicos sobre a psicologia do sorriso humano e pela inovação dos seus métodos educativos", refere a universidade, em comunicado. Segundo o director-geral do IBC, Nicholas Law, "o prémio de Educador Internacional do Ano é concedido apenas a personalidades que trabalham com destaque em prol da educação no Mundo". Freitas Magalhães, para além de director do Laboratório de Expressão Facial da Emoção da Faculdade de Ciências da Saúde da UFP, é autor de vários livros, entre os quais "A Psicologia das Emoções" e "A Psicologia do Sorriso Humano" e o único psicólogo português que estuda as funções e repercussões do sorriso no desenvolvimento das emoções e das relações interpessoais.

15 comentários:

Anónimo disse...

Parabéns. É um orgulho para Fafe. Em mais de 40 anos, é a primeir vez que o IBC atribui este prémio a um português de Fafe. Espero que a Câmara Municipal de Fafe já tenha dado as felicitações ao senhor Prof. Freitas-Magalhães, que é um cientista citado como um dos mais conceituados a nível mundial na área da expressão facial da emoção.

Anónimo disse...

É mais do que justo. Parabéns.

António disse...

Olha o Armindo, quem o viu e quem o vê! As grandes defesas que fazia na baliza do fafe foram substituidas pelos «aneis» do curso e pelo reconhecimento de Cambridge. Se o Chelsea o visse a fazer aquelas defesas já o teria contratado. É só vê-lo, ainda continua um bom guarda-redes.

Isabel disse...

Como fafense quero dar os parabéns ao Senhor Prof. Freitas-Magalhães. Sinto-me orgulhosa. E todos os fafenses deviam sentir-se orgulhosos.

Daniela disse...

O Prof. Freitas-Magalhães foi meu professor na universidade. É um reconhecimento justo pelo seu trabalho universitário. Tenho saudade das suas aulas. Foi um professor que me marcou para a vida. Como sou de Fafe, não podia deixar de felicitar o professor e obrigado pelo que aprendi.

Anónimo disse...

Gostava tanto que o Professor Freitas-Magalhães viesse à minha escola. Como posso contactar?

Dani disse...

Podes contactar o Prof. Freitas Magalhães através da Faculdade de Ciências da Saúde da Universidade Fernando Pessoa do Porto. Para isso, contacta a instituição para que te facultem algum meio de comunicação com o professor.

Rita disse...

Obrigada.

Rita disse...

Só para vos informar: já tentei. Espero que o Prof. Freitas Magalhães venha à minha escola. Não é fácil pois são tantas as solicitações. Mas eu tentei... espro que venha à minha escola... Estou ansiosa...

Rita disse...

O Prof. Freitas-Magalhães virá à minha escola em finais de Janeiro. Falta acertar a data. Será um momento único. Será uma homenagem ao Prof. Freitas-Magalhães e ao seu pioneiro trabalho científico.

Carlos Santos disse...

Rita, como conseguiste?

Anónimo disse...

Contactei.
Não há data, porque o Prof. Freitas-Magalhães está muito ocupado. Mas ficou a promessa, foi-me dito isso.
Já agora Carlos, quando é que Fafe faz uma homenagem ao Professor? Quando?

Sandra disse...

Como fafense e estudante da FCS da UFP é um grande orgulho ver os trabalhos do Prof. Freitas Magalhães serem reconhecidos. São estudos realmente fantasticos!

Anónimo disse...

Só por acaso soube agora desta distinção ao navegar na web. Parabéns. Espero que em Fafe tenham feito uma justa homenagem ao Prof. Freitas Magalhães. Espero que sim. Espero que valorizem os valores que lá nasceram para a vida e deixem de dar medalhas a quem nada fez para as merecer. Não li nada sobre o que Fafe fez para celebrar este reconhecimento a um dos meus conterrâneos. É um orgulho saber que foi distinguido. Parabéns.

Anónimo disse...

Que o tempo vos permita ver que ele não passa de um burlão. Para se obter esse prémio, basta pagar!