26 dezembro 2013

Museus...


Arganil prepara-se para ter em 2014 o Museu Internacional do Rali.
http://desporto.sapo.pt/motores/artigo/2013/12/26/c_mara_de_arganil_quer_instalar_.html

Para o efeito, a autarquia admite recorrer aos fundos comunitários e avançar com diversas parcerias, incluindo com o Automóvel Clube de Portugal. «Neste museu, pretendemos expor alguns dos carros que marcaram a história dos ralis e passaram pelo concelho», revelou Ricardo Alves, o atual presidente da câmara. Este espaço museológico da Cerâmica Arganilense disporá ainda de «uma componente interativa», com recurso às novas tecnologias, incluindo «simuladores que ajudarão a recriar o ambiente dos ralis».

Uma ideia interessante que só tenho pena que não seja realizada em Fafe. Nem sei muito bem para que serve um museu da emigração ou um museu do automóvel que pouco têm feito para atrair turistas, escolas e "amantes" da cultura a Fafe. Sabemos todos que Fafe é a capital do rali de Portugal mas parece que é Arganil que vai ficar com um Museu dedicado ao tema. Não estaria na hora de fazer algo mais pelo museu do automóvel ou fazer uma coisa parecida ao que será feito em Arganil?

Rui Silva

2 comentários:

Anónimo disse...

Para não falar que sinta já se proclama por "Sintra catedral do desporto automóvel"!

Enfim, Fafe descansa em paz!

Unknown disse...

Estou completamente de acordo com o Rui Silva quando diz que é necessário fazer algo mais pelos nossos museus.
A grande questão é que os museus não foram feitos para fins educativos (excepto o museu da emigração, obra do Miguel Monteiro).
O Museu automóvel é paradigmático dessa situação: serve para certos senhores guardarem os seus automóveis e os deslocarem sem custos. Serve, ainda, para a sustentabilidade do espaço onde está instalado.
É necessária uma nova visão, concentrando os espaços museológicos criando sinergias entre eles e transformar o polígono entre o novo arquivo municipal (ainda inoperacional), a casa da Cultura, a biblioteca e o Teatro-Cinema (com a academia e música e a sala Manoel de Oliveira) num verdadeiro quarteirão da cultura.
À consideração do novo executivo!!!!