05 agosto 2008

Vencedor do Prémio Camões é neto de fafense


"João Ubaldo Ribeiro, um dos maiores escritores da literatura brasileira actual e que acaba de ser galardoado com o mais importante prémio da literatura lusófona, o Prémio Camões, é neto de um fafense. O seu avô, João Ribeiro, natural de Fafe, abalou para a cidade de Penedo, Estado de Alagoas no Brasil nos primeiros anos do século XX, meio deportado pela família porque engravidou uma vizinha solteira numa das aldeias de Fafe. Em Janeiro de 2000, o neto João Ubaldo esteve em Portugal a promover o seu mais recente êxito literário "A casa dos Budas Ditosos" e fez questão de recordar o seu avô fafense "uma pessoa adorável", que lhe dava dinheiro para livros, revistas e guloseimas. João Ubaldo gostava muito do avô, grande companheiro de infância, amigo e confidente, pessoa culta e, leitor apaixonado de Camilo e Guerra Junqueiro. Afiança mesmo que lhe deve muito, talvez até a carreira de escritor, sendo que o seu avô considerava que só tinha direito ao estatuto de escritor aquele que via livros que davam "para pôr de pé". João Ubaldo tem uma vasta obra literária publicada desde 1968 e está traduzido em diversas línguas, sendo algumas obras suas adaptadas ao cinema e televisão. João Ubaldo Ribeiro, em cujas veias corre sangue fafense, "escreve com a naturalidade dos sentimentos e usando palavrões lusófonos".

In "Correio de Fafe", 01/08/2008 por Artur Coimbra

1 comentário:

António Daniel disse...

Creio que houve um presidente brasileiro cujo pai foi emigrante fafense. Será que o «montelongo» tem alguma referência?